Nossa história – Umbanda Pai Sebastião

O Templo Espiritual de Umbanda Pai Sebastião foi idealizado e concebido em instâncias Espirituais de elevado plano, sob orientação de nosso pai Oxalá. Foi designado para este trabalho, nosso guia, nosso mestre “Pai Sebastião”.

A proposta do reerguimento desta casa, é de umbanda verdadeira, na mais pura da sua essência original, como foi no passado, trabalho essencialmente na caridade e amor ao próximo. Não haverá rituais de sacrifício de animais e nem imagens, a nossa umbanda vai trabalhar simplesmente na magia dos quatro elementos da natureza: terra, água, fogo e ar.

A missão deste terreiro neste plano, foi objeto de estudo e experimentos desenvolvidos ao longo de muitas vidas. À 330 anos encerrava-se as atividades de um centro de umbanda que labutava puramente na caridade de amor ao próximo, de uma forma deprimente, cruel, triste, pela ganância, pela inveja, pela ignorância de alguns de seus membros.

No mês de setembro de 2009, quatro anos e dez meses de trabalho, Pai Sebastião, reuniu os médiuns do centro espírita e convidou sete médiuns para dar início na formação e preparação dos trabalhos na umbanda. Iniciava aí, a preparação dos médiuns para o reerguimento de uma casa que outrora fora destruída. Posteriormente em abril de 2011 convidou mais sete médiuns e por fim em Julho de 2012 convidou outros sete, formando assim, os vinte e um componentes da corrente inicial.

Segundo nossos mentores espirituais, foram estes 21 que se propuseram em acordo no plano espiritual de vir pro plano terreno e reerguer esta casa.

Hoje, julho de 2014, a corrente da umbanda já conta com 45 médiuns em sua formação, e que, segundo nossos mentores, todos estão escritos para este trabalho, e que em breve virão somar nesta corrente de luz e união, muito mais outros tantos médiuns, tudo no seu tempo e na sua hora. Assim está escrito.

Foi identificado e definido as necessidades de aprendizado e evolução espiritual do povo desta região para a qual serão estabelecidas metas e objetivos, bem como está sendo feita a indicação e preparação dos espíritos que estarão à frente deste Templo. Alguns com a missão de reencarnar para ocupar seus lugares no assentamento e formação deste Terreiro, outros deverão permanecer como Espíritos atendendo a este mesmo desígnio, complementando em ambos os lados os elos que irão dar consistência, firmeza e garantia de continuidade. Foi também criada e assentada uma colônia formada por espíritos de luz que darão sustentação ao que está sendo proposto, crescendo e evoluindo na mesma medida de evolução e crescimento desta casa de umbanda.

O assentamento e formação deste Templo Espiritual de Umbanda foi definido muito tempo antes pela Espiritualidade que recebeu esta incumbência de Oxalá por confiar aos Orixás e Entidades que comandarão este Templo a missão da continuidade, disseminação do sentido e objetivos desta religião através de um grupo formado por um Mentor (Pai Sebastião) em terra e Filhos de Santo já previamente escolhidos para este fim, onde alguns deles farão parte somente da iniciação e outros darão continuidade, porém, haverá alguns que por opção própria irão desligar-se do Terreiro seguindo o caminho pelo qual optou. Estes filhos poderão estar interrompendo ou prejudicando sua própria missão, o que os levará a responder por isto.

Este grupo não foi escolhido ao acaso, cada integrante traz com ele laços de afinidade ou compromisso no ideal de crescimento e evolução deles próprios, do Terreiro e de seus seguidores e do anúncio desta religião à humanidade. Os integrantes deste Templo, denominados Filhos de Santo, ou Pretinhos, como trata seus filhos carinhosamente Pai Sebastião, possuem diferentes características, conhecimentos e especialmente a necessidade de aprendizado que serão aplicados e/ou desenvolvidos através das diferentes atividades que a casa irá exercer, para sua manutenção e continuidade, seja no aspecto material como espiritual, sempre em cima da CARIDADE E AMOR AO PRÓXIMO.

 A firmeza, equilíbrio e continuidade deste Terreiro está diretamente ligado ao seu fundador Espiritual, Pai Sebastião, pois ele têm sob sua responsabilidade e compromisso a garantia destes propósitos.

Apesar da fundamental importância dos componentes de uma corrente em seu equilíbrio, energia, estabilidade, e realização dos trabalhos, não são de competência de nenhum destes qualquer atribuição quanto a firmeza, equilíbrio e continuidade do Templo, mesmo que estes deixem de fazer parte da mesma, o que causará um desequilíbrio momentâneo cujo efeito poderá ser maior ou menor dependendo da atuação do mesmo na corrente e nas obrigações e envolvimento com a Casa. O único representante em terra que poderá causar grande desestabilidade aos objetivos pré-estabelecidos é a Mãe de Santo, pela médium ou “cavalo” como assim é designado na umbanda o médium que recebe as entidades, Zilma Inez Buzatto Soares, que tem sob sua responsabilidade o comando da corrente, o desenvolvimento espiritual de seus Filhos de Santo, bem como a disciplina, harmonia e solidez da Casa, sendo portanto e elo entre o comando espiritual e este plano. Para evitar-se esta desestabilidade e prejuízo a continuidade, deverá haver um substituto à altura e devidamente orientado pela Mãe de Santo na cadeia de sucessão definida pela Espiritualidade, que dará continuidade a missão do Terreiro.


Corrente inicial da Umbanda 

26 de setembro 2009

MÃE DE SANTO: Zilma Inez Buzatto Soares

ESPÍRITO MENTOR: Pai Sebastião

 

Vinte e um componentes da formação inicial da corrente

  • Osmar Manoel Vieira
  • Jair Pereira de Lima
  • Elizete da Silva Bassani
  • Milton de Freitas
  • Alexandre Buzatto  Soares
  • Paulo Melo (substituto) Fátima Rodrigues Vieira
  • Alcides Parisenti
  • Marco Alexandre Bocardi
  • Maria Salette Machado da Silva
  • Elaine Regina da Silva (substituto) Euclides Salmir Ferreira da Silva
  • Silvanio Tadeu Costa (substituto) Maria de Fátima Machado Pedroso
  • André Luiz Ferreira dos Santos
  • Ítalo william Buzatto dos Santos
  • Inaci Lucena da Silva
  • Maria Odete da Rocha Campos
  • Cristiane Dias Amorim
  • Carlos Roberto Luly Kindlein
  • João Carlos Viezzer
  • Leandro Roberto da Silva
  • Anderso Cristovão Buzatto Soares (substituto) Carlos Augusto Soares Campos
  • Brandon Saldanha de Buzatto Soares

 

CONVIDADOS

  • Aliete Barbosa Ferreira (Vó Liete)
  • Paulo Henrique Lopes
  • Jorge Andrigo Jordão de Moraes
  • Glades Helena Ribeiro do Nascimento
  • Iria Helena Veloz dos Santos
  • Maria Marlene de Lima
  • Paulo Bassani
  • Eric de Freitas
  • Bruno Saldanha de Buzatto Soares
  • Daiane Buzatto Rodrigues
  • Denize da Costa Kindlein
  • Jorge Fernando Rodrigues
  • Daiane Rosa da Rosa
  • Erlon Garcia dos Santos
  • José Manoel Vieira
  • Debora Giseli Garcia Alves
  • Iara Terezinha Rodrigues  Monteiro
  • Lisiane Cristina da Rosa Pedrotti Parisenti
  • Claudia  Rosane de Freitas
  • Antonio Carlos Dutra Jr.
  • Silvia Duarte
  • Cristiano  Braga Alves

Deixe uma resposta

Threesome